Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Biblioteca Escolar ESJP

05
Mai21

A BE NO PLANO DE AÇÃO PARA O DESENVOLVIMENTO DIGITAL DA ESCOLA

BE - ESJP

padde_be1.png

No âmbito do Plano de Ação para a Educação Digital (2021-2027), definido pela União Europeia e
que visa reconfigurar os sistemas de ensino e de formação para a era digital e do subsequente Plano
de Ação para a Transição Digital de Portugal, as escolas são convidadas a criarem os seus Planos
de Ação para o Desenvolvimento Digital das Escolas (PADDE), tendo em conta o Quadro Europeu de
Organizações Digitalmente Competentes (DigCompOrg, 2018). Pretende-se, desta forma, promover a
inovação educacional através da integração das tecnologias digitais em contexto educativo.
Neste PADDE, a escola define áreas/ dimensões consideradas prioritárias e identifica objetivos e ações a desenvolver, tendo em conta um diagnóstico inicial relativo ao modo como as tecnologias digitais estão integradas na organização e/ou às competências digitais dos docentes.
Enquanto estrutura da escola que integra e favorece a inovação, a biblioteca escolar pode contribuir de forma significativa para a elaboração e implementação deste plano de ação, nas suas várias vertentes.
O documento que agora se apresenta pretende apoiar o trabalho das escolas e dos professores
bibliotecários nesta fase inicial de elaboração dos PADDE, apresentando exemplos de linhas de ação
que se constituem como critérios de sucesso para o trabalho da biblioteca escolar no âmbito do digital, embora não os esgotem.
Cada escola deverá ter em conta a sua especificidade e o nível de desenvolvimento digital da(s) sua(s) biblioteca(s), o que implica um trabalho de reflexão sobre a integração efetiva da tecnologia digital no contexto da ação da biblioteca, pelo que poderá ser útil a inclusão de algumas questões relativas a essa ação na SELFIE(1) .
Para esta reflexão, os professores bibliotecários são determinantes, devendo mobilizar todo o trabalho de autoavaliação já implementado, designadamente no âmbito do Modelo de Avaliação da Biblioteca Escolar. Deste modo, estarão habilitados a caracterizar a integração do digital na ação da biblioteca, definir fragilidades e desenhar e priorizar ações de melhoria, as quais poderão ser incluídas no PADDE.

Continuar a LER